Depressão

Depressão

A depressão é um transtorno mental comum, caracterizada por tristeza, perda de interesse ou prazer, sentimentos de culpa ou baixa auto-estima, distúrbios do sono ou do apetite, sensação de cansaço e falta de concentração. Estes sentimentos persistem por mais de 2 semanas e prolongam-se no tempo podendo a depressão ser de longa duração ou recorrente, interferindo e prejudicando as actividades do individuo no trabalho ou na vida diária. Na sua forma mais grave, a depressão pode levar ao suicídio. Quando leve, as pessoas podem ser tratadas sem medicamentos, mas quando a depressão é moderada ou grave podem precisar de medicação e tratamentos profissionais.


Diagnóstico

O diagnóstico é feito pelo médico (clínica geral, psiquiatra ou neurologista) após avaliar as queixas do doente, conhecer a sua história familiar e social. O médico poderá também pedir exames físicos complementares para excluir outras doenças.



Sintomas

Os sintomas mais frequentes na depressão são:

  • Humor persistentemente triste.
  • Diminuição clara do interesse em todas ou quase todas as actividades.
  • Alterações do peso ou do apetite.
  • Insónia ou sonolência excessiva.
  • Agitação ou lentificação psicomotora.
  • Fadiga ou perda de energia.
  • Sentimentos de desvalorização ou culpa excessiva.
  • Diminuição da capacidade de concentração ou indecisão.
  • Pensamentos recorrentes sobre a morte ou ideação suicida.
  • Sintomas físicos persistentes, como dores de cabeça, problemas gastrointestinais ou dor crónica que não respondem ao tratamento convencional.




Sinais

Poderão ser visíveis alterações no comportamento e no vestuário do doente deprimido.



Tratamentos

O tratamento da depressão exige uma abordagem multidisciplinar do individuo e vai incluir uma combinação de diferentes terapias, incluindo medicação, aconselhamento, apoio social, exercício físico e técnicas de auto-ajuda (psicoterapia).

Poderão ser sugeridos tratamentos complementares:

  • Tratamento farmacológico: antidepressivos, ansiolíticos, vitaminas.
  • Fitoterapia: chá de hipericão (erva de são João).


Prevenção

A depressão pode ser evitada ou atenuada a sua gravidade se o doente conseguir ter alguns hábitos saudáveis de vida:

  • Conviver.
  • Evitar o consumo de álcool, tabaco e drogas.
  • Praticar exercício físico.
  • Fazer uma alimentação completa e equilibrada, rica em vitaminas e minerais.

 



As informaçðes e sugestðes contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos e outros especialistas.