Gripe

Gripe

A gripe é uma doença contagiosa causada pelo vírus influenza. O vírus influenza existe sob diferentes formas que são específicas de cada espécie, ou seja o vírus influenza que infecta os humanos é diferente daquele que infecta as aves e daquele que infecta os porcos. O vírus que infecta os humanos provoca a gripe humana, aquele que infecta as aves provoca a gripe aviária, o que infecta os porcos provoca a gripe suína. No entanto como os vírus conseguem sofrer mutações (alterações no património genético) eles podem ganhar características que lhes permitem conseguir infetar espécies diferentes. É o que acontece quando o vírus que normalmente infecta o porco consegue adaptar-se e infetar o ser humano provocando a gripe A.

A gripe é muitas vezes confundida com a constipação pois têm sintomas semelhantes mas na gripe tudo é mais exacerbado: febre elevada e dores de cabeça fortes, exaustação do corpo e até as complicações podem ser mais graves e fatais.

É uma doença muito comum pois tem uma transmissão muito fácil: pelo ar através das gotículas emitidas com os espirros ou a tosse.

 


Diagnóstico

As queixas do doente poderão ser suficientes para o médico fazer o diagnóstico, no entanto podem ser pedidos exames complementares:

Análises clinicas ao sangue (para pesquisa de anticorpos produzidos pelo corpo contra o vírus) e às secreções (para deteção do vírus).



Sintomas
  • Febre elevada durante 3 a 4 dias.
  • Arrepios de frio.
  • Dor de cabeça forte.
  • Dores musculares.
  • Tosse seca, pingo no nariz, dor de garganta.




Fases da doença

Uma gripe ligeira recupera em 5 dias, podendo o doente queixar-se de cansaço durante mais de 2 semanas.

Uma gripe grave pode complicar-se e ser eventualmente fatal.



Tratamentos

O tratamento passa pelo alivio dos sintomas com recurso a antipiréticos, descongestionantes nasais, entre muitos outros produtos e medicamentos.

Uma vez que a doença é causada por vírus de nada adianta a toma de antibióticos que apenas irão matar as bactérias e facilitar o crescimento dos vírus.

Em determinadas situações o médico pode optar por administrar um anti viral para impedir que os vírus se proliferem e ajudar a controlar mais rapidamente a doença.



Prevenção

Como medidas de prevenção recomenda-se:

  • vacinação anual.
  • lavar as mãos com frequência.
  • evitar levar as mãos á cara.
  • usar lenços de papel descartáveis.


As informaçðes e sugestðes contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos e outros especialistas.