Pediculose

Pediculose

A pediculose é o nome dado à infestação por piolhos. Os humanos podem ser infestados por três tipos de piolhos: o  piolho da cabeça, o piolho do corpo e o piolho dos genitais. Estes piolhos só infestam o ser humano.

Com a melhoria das condições sanitárias e com os cuidados de higiene a pediculose do corpo está, nos países desenvolvidos, praticamente erradicada. O mesmo não se pode dizer do piolho da cabeça e do piolho da púbis. O piolho da cabeça está mais associado às crianças e transmite-se por contacto direto do piolho com os cabelos. O piolho da púbis transmite-se através do contacto sexual.

O piolho da púbis e do corpo conseguem transmitir doenças graves ao homem. O piolho da cabeça além do incómodo, comichão e infeção da zona coçada não acarreta qualquer problema de saúde.

O ciclo de vida do piolho passa pelo macho que acasala com a fêmea. Esta coloca os ovos que se chamam de lêndeas. As lêndeas eclodem para originar novos piolhos.


Diagnóstico

Para diagnosticar a pediculose é preciso ver o piolho ou a lêndea. Para tal pode ser preciso procurar o piolho ou a lêndea nos cabelos. No caso da pediculose corporal o piolho e a lêndea vivem nos fios da roupa e vão ao corpo humano apenas para se alimentarem.

Pode ser difícil identificar o piolho pois eles têm a capacidade de adquirir a cor dos cabelos do hospedeiro. Para melhor identifica-los recomenda-se passar o pente fino e colher para uma toalha ou papel branco e observar com uma luz forte.



Sintomas

A pediculose normalmente é associada a muito prurido (comichão) no entanto há pessoas que têm piolhos sem apresentarem qualquer sintoma. Aquilo que causa a comichão é o anestésico e o anticoagulante que o piolho injeta ao mesmo tempo que pica. Se a pessoa não for alérgica a essas substancias ela nada mais sente do que uma ligeira picada.





Sinais

O sinal mais evidente e comumente associado aos piolhos é a comichão persistente.



Tratamentos

Os piolhos são fáceis de erradicar mas é preciso paciência. Existem inúmeros pediculicidas no mercado. Todos eles são eficazes. O problema reside na re-infestação por outros portadores e pelo próprio. Os pediculicidas apenas matam o piolho adulto. Se ficar uma lêndea ela vai eclodir e originar um piolho novo e o ciclo recomeça. Por isso é muito importante no tratamento repetir o produto ao fim de 6/ 7 dias e ir passando o pente fino.

Na pediculose da púbis em que o piolho deposita as lêndeas nas pestanas utiliza-se vaselina e de seguida procede-se á sua remoção manual.



Prevenção

Para a prevenção da pediculose recomenda-se:

  • Higiene (tomar banho, escovar os cabelos e mudar de roupa).
  • Não partilhar objetos pessoais (escovas, cachecóis, elásticos do cabelo, etc).
  • Usar touca nas piscinas (o piolho consegue nadar).
  • Se souber de alguém que tem piolhos tratar imediatamente e vigiar os outros.

 



As informaçðes e sugestðes contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos e outros especialistas.