Varicela

Varicela

A varicela é uma das doenças mais contagiosas e muito frequentes na infância. Ocorre principalmente no inverno e na primavera e geralmente é uma doença sem gravidade embora em certos casos específicos possa complicar-se.

As grávidas, os bebés, os adolescentes com mais de 12 anos e adultos são grupos em que a varicela pode dar origem a complicações graves.

A doença é causada por um vírus da família dos herpes (Varicela-zoster) que se transmite através das secreções respiratórias (tosse, espirro, gotículas de saliva) e através do líquido das vesículas do doente infetado.

É extremamente raro aparecer um segundo caso de varicela no mesmo indivíduo porque depois da primeira infeção (manifestada como varicela) o vírus permanece latente (como que adormecido) nas raízes dos nervos periféricos. Mais tarde pode haver uma reativação do vírus causando ao doente herpes zoster ou mais vulgarmente conhecido zona.


Diagnóstico

O diagnóstico é feito por observação das características clinicas (sintomas e sinais). Raramente é necessário realizar análises laboratoriais.



Sintomas

Os sintomas (febre moderada 38ºC a 39ºC axilares) aparecem 14 a 16 dias depois da exposição e geralmente em simultâneo com os sinais (erupção cutânea).

Nos adolescentes e adultos pode haver um período em que aparece febre, dores de cabeça, mal-estar geral, dor de garganta, dor abdominal ligeira e diminuição de apetite durante 2 a 4 dias antes de aparecer a erupção.





Sinais

As lesões da pele aparecem geralmente primeiro no couro cabeludo e na face espalhando-se depois para o tronco, axilas, braços, pernas e boca. Raramente atingem as palmas das mãos ou as plantas dos pés.

As lesões da pele começam por pequenas manchas vermelhas ou máculas que causam muita comichão. Estas manchas vão ganhando relevo e em poucas horas transformam-se em bolhas com líquido no seu interior. Estas bolhas cheias de líquido secam e formam crostas em alguns dias.

Numa mesma área do corpo podem surgir lesões em diferentes fases de desenvolvimento o que é muito característico da varicela.

Ao fim de 5 dias deixam de se formar novas bolhas e a maioria ganha crosta em 7 dias.

As lesões cutâneas podem deixar cicatrizes em especial quando infetam. Por esse motivo é importante evitar que as crianças cocem as lesões e deve-se procurar manter a superfície da lesão desinfetada com um antisséptico local de modo a evitar a infecção e o aparecimento de cicatrizes.



Fases da doença

Uma primeira infeção pelo vírus causa a varicela e uma reativação do vírus causa a zona.



Tratamentos

Tratamento farmacológico

O tratamento é sintomático (para a febre  utiliza-se anti piréticos e na comichão anti histamínicos). O uso de fármacos não diminui o tempo de doença, apenas alivia os sintomas.

Não se devem utilizar a aspirina ou derivados (porque podem ter consequências graves a nível do sistema nervoso central e hepático.) nem anti inflamatórios (podem causar lesões graves na pele e músculo)

Em certas situações (crianças com mais de 12 anos, adultos, doentes crónicos pulmonares, etc.) pode ser administrado um antiviral.

 

Tratamento não farmacológico:

  • Hidratação.
  • Cuidados de higiene,
  • Manutenção da borbulhas limpas e secas,
  • Banhos de água morna de 4/4h nos primeiros dias,
  • Utilização de pomadas ou loções calmantes que reduzam a comichão.
  • Caso as lesões ocorram na mucosa bucal e a criança tenha dificuldade em se alimentar deve-se dar alimentos líquidos e frios, fáceis de engolir, evitando-se os alimentos ácidos ou salgados.


Prevenção

É possível prevenir a varicela através da toma da vacina. No entanto não é consensual na classe médica a administração desta vacina uma vez que a doença tem um curso benigno na grande maioria dos casos.

É extremamente difícil prevenir a varicela pois ainda antes do exantema (erupção cutânea) aparecer já o doente consegue transmitir o vírus.



As informaçðes e sugestðes contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos e outros especialistas.